Tudo o que precisas de saber para criar um currículo de professor

Avaliação média para este modelo

5
Rated 5 out of 5
A partir de 1 Avaliações de Clientes

A criação dum currículo pode ser um processo complicado. Podes não saber o que deves incluir, nem como este documento deve estar estruturado. Estamos aqui para te ajudar. O nosso site tem recursos, exemplos e modelos para criares um currículo de professor incrível.

O trabalho de professor é dos mais antigos e importantes na história da Humanidade. Estes profissionais têm o cargo de ensinar gerações de alunos para que possam continuar a melhorar a nossa sociedade.

Em 2021, havia mais de 150.000 professores em Portugal, a maior parte dos quais ensinam o 3º ciclo e ensino secundário. Este número tem aumentado progressivamente desde 2014. À medida que há mais vagas, também há mais competitividade para os melhores empregos. É por isso que é muito importante criares o melhor currículo de professor possível, para que possas trabalhar nas melhores escolas do país.

Exemplo de currículo de professor

Nome: João Costa Pinto
E mail: joaopinto@gmail.com
Tlm.: 933 452 220
Cidade: Figueira da Foz

Resumo
Professor com 3 anos de experiência no ensino secundário. Doutoramento em matemática do Instituto Superior Técnico em Lisboa. Forte capacidade de comunicar e motivar os alunos em sala de aula e apresentações públicas. Proficiência avançada em várias línguas. Objetivo de ser professor universitário e investigador científico.

Habilidades

  • Proficiência avançada em matemática
  • Fortes competências digitais (JavaScript, Word, Excel)
  • Poder de motivação
  • Boa capacidade de comunicação
  • Boa capacidade de fazer apresentações públicas
  • Gestão de tempo
  • Resolução de conflitos

Educação
Doutoramento em Matemática
Instituto Superior Técnico, Lisboa
2021 – 2022

  • Análise matemática
  • Geometria e topologia
  • Probabilidades e estatística
  • Lógica e computação

Mestrado Integrado em Matemática
Universidade de Coimbra
2013 – 2018

  • Análise aplicada e computação
  • Matemática pura

Experiência profissional
Professor
Escola Secundária José Falcão, Coimbra
2018 – 2021

  • Preparação de aulas e apresentações
  • Criação de testes
  • Preparação para exames de 12º ano

Competências digitais

  • Javascript
  • Python
  • Word
  • Excel

Estatísticas de emprego e salários para professores

  • 63% dos professores em Portugal são mulheres.
  • Ao iniciar a sua carreira, um professor pode receber por volta de 1.480€ por mês.
  • No geral, os professores universitários recebem um ordenado mais alto que professores de outros ciclos.

Informações a incluir no teu currículo de professora

Existem muitas informações a incluir num bom curriculum vitae de professor. É muito importante saber quais são as mais relevantes para o cargo a que te candidatas, por isso recomendamos que leias o anúncio da vaga com muita atenção. Quando souberes as informações que os recrutadores querem saber sobre ti, podes começar a estruturar o teu currículo.

Chamamos layout às diferentes seções que devem ser incluídas no currículo e que são mais procuradas pelos recrutadores.

Layout

Existem muitas seções que estão quase sempre presentes num currículo. Elas são:

  • Cabeçalho
  • Educação
  • Habilidades
  • Experiência profissional
  • Resumo
Ainda existem algumas adicionais que podes incluir, dependendo da tua experiência e daquilo que for pedido pelo recrutador. Seguem alguns exemplos:
  • Idiomas
  • Competências digitais
  • Trabalho voluntário
  • Passatempos
Estas são geralmente menos importantes que as primeiras, então vamos estudá-las mais para o fim deste artigo.

Estrutura e formato

Nem todos os currículos devem ter as seções ordenadas da mesma forma. Existem três formatos que podes usar para o teu currículo de professor, dependendo da experiência que tens e os teus objetivos.

  • Formato funcional: com este formato, vais destacar as tuas habilidades e a tua educação. É a melhor opção para estudantes, recém-licenciados, e quaisquer pessoas com pouca experiência laboral.
  • Formato cronológico: este é o melhor para pessoas com bastante experiência que procuram um cargo semelhante ou melhor ao que têm. Dá mais peso à tua experiência, listando-a de forma cronológica (começando da mais recente).
  • Formato misto: neste caso, vais destacar mais as habilidades e a experiência, e menos a educação. Destina-se a pessoas que já trabalharam bastante em determinada área e que têm fortes competências. Serve para demonstrar a qualidade do candidato para cargos de supervisão ou coordenação numa empresa.

Conhecendo estes formatos e alguns exemplos de quem deve usar cada um, podes escolher o que mais se adapta à tua situação. Assim vai ser muito mais fácil estruturares o teu currículo de professor.

Cabeçalho: o título do teu CV

O cabeçalho deve ser sempre a primeira seção do teu currículo. É a parte que vai incluir os teus dados básicos, começando pelo nome e seguido pelos teus contatos. É importante lembrar que os recrutadores podem querer contatar-te através duma chamada telefónica ou por correio eletrónico. Por isso, inclui um número de telefone ou telemóvel e o teu e mail. Não necessitas de incluir mais do que um de cada.

Outra informação que podes apontar é o local onde moras. Basta incluires o nome da tua cidade ou vila. Não deves escrever a tua morada completa.

Vamos ver dois exemplos de cabeçalhos:

👍 Correto
Alice Fernandes da Silva
Portimão
915 500 423
alice.silva@gmail.com
🛑 Incorreto
Andreia
931520023
Alcobaça
a.pereira.rodrigues.2023@hotmal.pt

O primeiro exemplo tem toda a informação necessária, apresentada de forma profissional. O nome deve aparecer sempre em primeiro lugar e os contatos estão por ordem. No segundo exemplo, os contatos estão separados pela cidade onde a candidata mora, não tem o nome completo, e tem um erro ortográfico no e mail. Isto demonstra uma falta de profissionalismo logo na primeira seção do currículo.

E mail

Há várias regras a seguir quando submetes o teu endereço de correio eletrónico num documento profissional. Deves usar um endereço com poucos números e sinais de pontuação, e não deve incluir palavras que demonstram os teus gostos ou desgostos. Por fim, as contas Gmail são consideradas mais profissionais do que outras.

Fotografia

Muitas pessoas incluem uma fotografia no currículo. É uma prática bastante comum em Portugal, mas já não é noutros países devido à possível discriminação que as empresas podem permitir. Lê o anúncio com muita atenção para saber se dada empresa requer uma fotografia tua ou não. Se enviares o teu currículo com uma imagem tua, certifica-te que usas roupa profissional e que não tapes a cara com óculos de sol, chapéus, etc.

Como incluir as tuas habilidades

Os professores têm de ter muitas habilidades que abrangem muitas áreas diferentes. Enquanto que um professor do ensino secundário pode focar-se apenas na disciplina da matemática, um do ensino primário tem de ter competências em muitas disciplinas variadas.

Além das habilidades específicas para cada disciplina, também existem aquelas que estão relacionadas com a interação com alunos, pais e colegas.

Visto isso, vamos dividir as habilidades no teu currículo em duas categorias: as hard e as soft skills.

Hard skills

As hard skills são habilidades técnicas ligadas especificamente à profissão de professor. São aprendidas durante os estudos, nas formações, e durante o trajeto profissional. Vamos ver vários exemplos destas habilidades e como podes apresentá-las num currículo para professor.

  • Proficiência em computadores
  • Utilização de quadros eletrónicos
  • Composição de relatórios em papel ou digitalmente
  • Competências digitais (Word, Excel, Powerpoint)
  • Proficiência em matemática (cálculo, geometria, álgebra, etc.)
  • Proficiência em línguas (gramática, leitura, escrita, etc.)
  • Apresentações públicas
  • Avaliação de alunos
  • Administração

A melhor maneira de apresentar as tuas habilidades é com uma lista concisa das mais relevantes para o cargo que procuras. Por exemplo, se queres ser professora da língua portuguesa, destaca as tuas habilidades a nível de ensino de gramática ou análise de literatura. Podes ter umas boas bases em matemática, mas não vão ser pertinentes para as tuas futuras funções como professora de português.

Soft skills

Enquanto que as hard skills são competências técnicas necessárias para funções específicas, as soft skills são competências sociocomportamentais que estão naturalmente presentes na personalidade de cada um de nós.

Podem ser aprendidas ao longo dos anos, mas no geral estas habilidades são mais facilmente desenvolvidas de acordo com as diferentes personalidades. Uma pessoa que raramente sente muita empatia por outras pessoas terá muita dificuldade em chegar a ser tão empático como uma pessoa que naturalmente tem este sentimento.

👇 Vamos ver alguns exemplos de soft skills para que sejam melhor percebidas:

  • Empatia
  • Gestão de tempo
  • Liderança
  • Poder de motivação
  • Paciência
  • Comunicação
  • Resolução de problemas
  • Análise crítica
  • Capacidade de lidar com pressão

Todas estas habilidades são uma mais-valia para um professor, mas não terás hipótese de entrar nesta profissão apenas com estas. Tens de complementá-las com várias aptidões técnicas. Um ótimo professor não é aquele que apenas é bom a ensinar música. É aquele que consegue motivar os seus alunos a focarem-se nas aulas para que possam aprender música com entusiasmo.

Educação: como apresentar os teus estudos

Incluir a educação é importante, especialmente num currículo para professor iniciante. Demonstra que tens a formação académica necessária para desempenhar as tuas funções. Não é preciso listares todas as escolas que frequentaste, apenas aquelas mais relevantes para a candidatura, nomeadamente o ensino universitário.

Podes fazer uma lista cronológica dos cursos que frequentaste. Deves incluir o nome do curso, o estabelecimento de ensino, e o período dos estudos. Ainda podes apontar algumas habilidades que desenvolveste durante esse tempo.

👇 Seguem alguns exemplos de educação num currículo para professor:

Pós-graduação Pedagogia no Ensino Superior
Instituto de Educação, Universidade de Lisboa
2020 – 2021
  • Desenvolvimento de práticas profissionais para o ensino universitário
  • Aperfeiçoamento de métodos de ensino e avaliação

Doutoramento em Física
Universidade de Coimbra
2019 – 2020

  • Métodos de investigação
  • Concepção e desenvolvimento de projetos investigativos
Estes exemplos servem para um futuro professor do ensino superior, mas a informação será sempre apresentada da mesma maneira. Se és um recém-licenciado e já estás a criar um currículo para professor iniciante, só tens de apresentar os dados do teu caso.

Experiência (e o que fazer se não a tiveres)

Todos sabemos que a experiência laboral vai te dar mais opções na procura de outros empregos. No entanto, não precisas de ficar nervoso se nunca tiveste um trabalho no mundo da educação. Deves listar quaisquer trabalhos que tenhas feito nos últimos anos.

Por exemplo, podes sentir que experiência adquirida ao trabalhares num supermercado não te vai ajudar na candidatura a uma vaga de professor. No entanto, estarás a demonstrar que desenvolveste várias competências nesse emprego, tais como gestão de tempo, trabalho de equipa, comunicação com clientes, etc. Todas estas habilidades são transferíveis ao trabalho de professor.

Nesta seção, apresenta o teu cargo, onde trabalhaste, e o período de trabalho. Também podes incluir algumas funções que realizaste ou competências que adquiriste.

Vamos ver vários exemplos de experiência profissional num currículo de professor, quer esteja ligada à educação ao não.

Professor de Físico-Química – 3º ciclo
Escola Básica Poeta Bernardo de Passos, S. B. Alportel
2018 – presente
  • Organização dos conteúdos a apresentar ao longo do ano escolar
  • Métodos de higiene e segurança em laboratório
  • Criação de testes de avaliação

Empregado de mesa
Pizzaria Milanesa, Tavira
2014 – 2015

  • Preparação do restaurante antes de abrir
  • Comunicação com clientes
📌 Estas informações devem ser apresentadas de forma breve e concisa. Não precisas de escrever parágrafos sobre os teus empregos anteriores.

Também existe o caso das pessoas que não têm experiência profissional nenhuma. Se este for o teu caso, não tens de te preocupar. Podes preencher esta seção com outros tipos de experiência. Por exemplo, se já fizeste um estágio numa escola, podes falar dele aqui. Também podes falar dos teus objetivos para o cargo que procuras.

Resumo: o cartão de apresentação do teu currículo

Existe mais uma seção que vamos ver: o resumo. É uma parte menos comum nos currículos, mas está a tornar-se numa seção valorizada pelos recrutadores. É aqui que vais fazer um sumário dos teus pontos fortes. Podes incluir algumas competências, a tua educação mais relevante, e falar das tuas experiências passadas e dos teus objetivos futuros.

Normalmente, esta seção vem no início do currículo, depois do cabeçalho. Vai ajudar-te a destacar o teu curriculum vitae acima dos outros candidatos. Um recrutador pode facilmente rever as tuas informações nesta seção.

💡 Um recrutador gasta apenas 6 segundos (em média) a ler um currículo. Um bom resumo pode fazer com que ele gaste mais tempo a ver o resto deste documento.

Em seguida, vamos ver dois exemplos de resumos.

Correto
Professor universitário com 4 anos de experiência na Universidade do Porto. Experiência prévia como professor de matemática no ensino secundário. Pós-graduação em Pedagogia no Ensino Superior. Forte proficiência na análise numérica aplicada às ciências computacionais. Facilidade na comunicação com alunos e na motivação dos mesmos. Objetivo de integrar a equipa coordenadora da universidade.
Incorreto
Professor com pós-graduação. Já trabalho há muitos anos na educação. Gosto de ensinar mas prefiro não interagir com os meus colegas. Preferia dar aulas numa universidade.

O exemplo mais correto tem bastante informação relevante. Fala de algumas experiências profissionais e habilidades e da educação. E no fim demonstra um objetivo para a carreira. O segundo exemplo não dá exemplos concretos da experiência ou educação que tem. Demonstra uma das suas preferências, mas não um objetivo. E fala duma parte do emprego que não lhe dá prazer (interagir com colegas). É possível ver muito depressa que este currículo é dum professor pouco profissional.

Seções adicionais para o currículo de professor

Já vimos as seções mais importantes a incluir num currículo para professor. Agora vamos rever algumas adicionais que apresentamos no início deste artigo que darão mais valor ao teu CV.

  • Competências digitais
  • Idiomas
  • Passatempos
  • Trabalho voluntário
Para o trabalho de professor, as competências digitais têm-se tornado cada vez mais importantes. Quaisquer documentos que antes eram escritos à mão agora são quase sempre feitos com programas digitais como Microsoft Word, Excel, Powerpoint, etc. Podes falar da tua proficiência em qualquer software que seja relevante para a vaga a que te candidatas.

Outra seção que pode dar mais peso ao teu currículo é a dos idiomas que falas. Vamos ver este exemplo mais aprofundadamente.

Idiomas

Existe uma grande população estrangeira a morar em Portugal. Estes habitantes podem falar outras línguas além do português e, como professor, podes ter a necessidade de comunicar com eles noutro idioma.

Podes fazer um gráfico, uma imagem, ou uma lista para apresentar as línguas que falas e a tua proficiência nelas. Por exemplo:

  • Português – nativo
  • Inglês – C1
  • Francês – C2
  • Alemão – B1
🎁 Se tiveres algumas certificações que comprovam o teu nível de proficiência em alguma língua, podes adicionar esta informação à lista. Um recrutador pode pedir que anexes estes documentos quando submeteres a tua candidatura.

Sumário: escrever o currículo para professor perfeito

Estamos a chegar ao fim deste artigo que dá várias dicas sobre como escrever um ótimo currículo para professor. Vamos fazer um breve resumo de todas estas informações para que possas consultá-lo sempre que precisares.

Começa por escolher um formato para o teu CV. Depois podes começar a estruturá-lo com as várias seções. Começa pelo cabeçalho e o resumo profissional. Em seguida, apresenta as tuas habilidades, os teus estudos, e a tua experiência profissional. A ordem vai depender do formato que escolheste.

Depois podes incluir algumas seções adicionais que poderão dar mais destaque ao teu curriculum vitae. Se seguires estas sugestões para fazer um currículo para professor, terás uma maior probabilidade de seres escolhido para passar à fase da entrevista e juntar-te ao grupo dos professores em Portugal.

Complemente o teu currículo de professor com uma carta de apresentação

Agora que sabes fazer um currículo de professor, podes pensar em criar uma carta de apresentação. É um documento que te permite salientar ainda mais detalhes sobre a tua vida de professor.

Nem todos os recrutadores pedem uma carta de apresentação aos candidatos para determinada vaga, mas se pedirem, é essencial que envies. No caso de não pedirem, podes escolher se queres enviar ou não.

A carta de apresentação permite-te preencher algumas lacunas no teu CV. Por exemplo, se deixaste de estudar por um determinado período de tempo. No currículo, é apenas um espaço em branco. Numa carta de apresentação, podes falar pormenorizadamente sobre esse período da tua vida.

🎁 Cria um currículo para professor a partir de um modelo nosso e terás acesso a um modelo de carta de apresentação também.

Perguntas mais frequentes

Quais são os documentos que devo submeter para a minha candidatura?

Dependendo dos casos, poderás ter de enviar um currículo, uma carta de apresentação e um portfólio. Porém, isto depende muito dos pedidos do recrutador. Lê com atenção o anúncio da candidatura para saberes exatamente o que pedem. Em muitos casos, podes precisar apenas do currículo.

Vale a pena usar um modelo para fazer um currículo de professor?

Já explicamos como se cria um currículo de professor, iniciante ou experiente, então já tens a sabedoria de fazer o teu. Dito isto, tens a possibilidade de utilizar um modelo nosso. Já estão bem estruturados e esteticamente apresentáveis, então só tens de preencher com os dados da tua vida.

Podes gastar tempo a pensar se é melhor usar times new roman ou arial, se o teu nome fica melhor a negrito ou não, se o produto final tem um aspeto profissional, etc. Com os nossos modelos, não tens de perder esse tempo para ter um CV incrível que qualquer recrutador vai gostar.

Curriculo de Professor PO Sydney.pdf

Curriculo de Professor PO Rotterdam.pdf Curriculo de Professor PO Riga.pdf
Curriculo de Professor PO Prague.pdf Curriculo de Professor PO Chicago.pdf

Artigos semelhantes